Como não repetir as armadilhas de todo Ano Novo


Promessas de Ano Novo, metas que se arrastam desde 2004, uma vontade de fazer as coisas diferentes que logo dá espaço às velhas rotinas que são sustentadas pelos velhos hábitos. Como não repetir esta fórmula, que parece ser o modus operandi da maioria dos seres humanos?

Você sabe o que quer, sabe que seria importante, então por que fica na Zona de Conforto e logo retoma as ações anteriores? Porque um hábito que foi escrito há muito tempo e continua fornecendo as recompensas que se associaram a ele não desistirá facilmente de você. Há um padrão neurológico já gravado no cérebro que diz que esse é o melhor caminho a seguir para obter esta recompensa. Você até conhece outras formas, mas "algo" dentro de sua cabeça diz: vá pelo caminho de sempre. E você vai.

Este mecanismo segue um dos pressupostos da Programação Neuro Linguística, ou #PNL, técnica comportamental que será alvo de vários posts deste blog, que diz: A mente sempre faz a melhor escolha de acordo com as informações que tem disponível.

Pensando assim, concluímos que, quando repetimos velhos hábitos, estamos apenas seguindo a funcionalidade padrão de nosso cérebro, que primará pelo mais costumeiro e mais confortável. E quando queremos mudar hábitos ou comportamentos, isso desafiará o "normal", por isso tantas pessoas tem dificuldades de faze-lo. Ok, então como desafiar os padrões estabelecidos e as funcionalidades normais de nossa mente, para manter as mudanças de forma consistente?

Primeiramente, ANTES de mudar, que tal "preparar o terreno"? Ou seja, ajudar a mente a entender que um novo caminho será escrito e entendemos que ele será mais positivo do que o que estava lá até então. Para isto, a minha técnica predileta (não é a única) é a que chamo de CISÃO EMOCIONAL. Porque significará uma "quebra" abrupta no Estado Emocional antigo, que o deverá fazer, ao mesmo tempo, abrir mão da antiga recompensa, da vontade de repetir o velho comportamento e assim chocar a mente, fazendo-a perceber que há algo novo e mais adequado, agora.

E isto não é incomum de se ver por aí. Tome como exemplo aquela pessoa que por 30 anos fumou, e isso gerava a mesma recompensa para ela, tranquilidade talvez. No instante em que ela recebe a notícia do médico de que seus pulmões estão comprometidos e ela pode morrer, o choque é intenso tal, que provoca a Cisão Emocional. Instantaneamente a pessoa muda o hábito. Aqui o truque é não esperar o choque que vem de fora, como a notícia do médico, e sim, PROVOCAR um, do lado de dentro. Uma DECISÃO intensa em momento de forte impacto emocional, dizendo a si mesmo: NUNCA MAIS FAREI ISSO. Este tipo de "quebra" na rotina, proporciona uma descarga de serotonina, que sustentará os primeiros dias deste novo hábito.

Mas a mudança em si só estará consolidada após a segunda parte desta transformação ser auxiliada por um processo de persistência, e este, dependerá de algumas outras técnicas para obter o êxito. A primeira é: mudar o pano de fundo, o contexto, que evocava o antigo hábito. Talvez isso signifique mudar os lugares onde passeia, por exemplo, se o hábito que mudou foi alimentar, e seus passeios era sempre gastronômicos-gordurosos. Talvez signifique mudar as companhias, se seu grupo era o dos fumantes da empresa, que saiam juntos para fumar, e seu novo hábito é ter pulmões saudáveis e viver 20 anos a mais. Talvez mudar o seu palavreado, se passava o dia reclamando, e seu novo hábito é ver o mundo com um olhar mais otimista.

Sempre haverá uma medida de esforço requerida para o resultado, entretanto aqui vem a jóia destas técnicas: a nova recompensa. A manutenção de um novo hábito é muito facilitada quando o indivíduo direciona o foco para a nova recompensa que o novo hábito trará. Se você por exemplo está combatendo uma compulsão por gastar, ajuda muito ter um exemplo da escritura de posse da sua casa, colada na parede, para que te inspire a manter o novo hábito, sabendo que ele o levará até aquele momento tão emocionante. Ou a foto de alguém cruzando a linha de chegada de uma maratona, se seu novo hábito é ser atlético e saudável.

Então, para finalizar, não vou convida-lo a iniciar um 2019 diferente, porque este era o antigo você, que tentava pelos primeiros dias, até os hábitos antigos o engolirem novamente às antigas rotinas. Desta vez vou convida-lo a deixar passar esses primeiros dias de euforia, e aplicar estar técnicas para criar uma mudança mais duradoura. Lembre-se: 1) DECISÃO INCONTESTÁVEL - 2) MUDE O PANO DE FUNDO - 3) FOCO NA NOVA RECOMPENSA. Avante, meus queridos(as)!!! Que 2019 seja o MELHOR ano de sua vida!


2 visualizações
Com sede em São Paulo, no Brasil, nossa Missão é ajudar pessoas e empresas a utilizar a Inteligência Emocional para criarem melhores resultados para si mesmas e para o mundo em que vivemos. Fazemos isso embasados em 5 valores fundamentais: Fé, Família, Trabalho, Integridade e Congruência.
© Nível 10 Desenvolvimento Humano - 2019
  • Instagram
  • Facebook
  • YouTube
  • LinkedIn
wb.png
  • Branca Ícone Instagram
  • Branco Facebook Ícone
  • Branca ícone do YouTube
  • Branca Ícone LinkedIn